[RESENHA #14] Dezesseis Luas - Garcia, Kami e Stohl, Margaret

By Soul dos Livros - 21:00

Boa noite, leitores!! Já estamos no 7º dia de #junhosoul e estou super alegre de como estão indo as coisas! Agradeço de coração ^^ Vamos para mais uma resenha?



SINOPSEEthan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona.




Eu lembro que esse livro foi um do que eu mais me envolvi na época. Foi um presente e o número de páginas não era enorme, mas tanta coisa acontecia no livro que parecia algo muito grande. Lembro que demorei pra ler por estar em uma turbulência de provas no ensino médio! rs. Eu ainda tenho vários volumes para ler da série, e sempre detestei o modo com que deram os títulos para as capas brasileiras. Acho que se eu visse os títulos originais na capa a leitura dos outros volumes seriam muito menos "maçantes". Porque você olha na vitrine: "dezesseis luas", "dezessete luas", "vinte e mil luas" e você desanima!! Rs. Embora eu ainda goste dos desenhos da capa!!

A primeira coisa que curti foi o narrador masculino, mas durou pouco essa animação. Na verdade, no primeiro livro istoé tolerável e traz poucas desvantagens. Mas nos outros, por Ethan ser Mortal, ele só entende ou sabe das coisas do mundo dos Conjuradores se a Lena lhe contar e explicar. Então é um pouco de teste de resistência, aguentar a ignorância dele nas coisas, rs. Assim que eu comecei a ler, me apaixonei pela Lena, a personagem principal junto com Ethan. O jeito dela, os pensamentos, os comentários. Tudo nela me deixou muito animada. 

Vamos falar um pouco sobre o enredo. Ethan sonha sempre com uma garota, que o chama e pede ajuda, mas ele quase nunca consegue agarrar sua mão e impedir que ela suma ou se perca. Um dia uma garota chega na cidade e na escola envolta por rumores e boatos. Ninguém a conhece, quase todo mundo na cidade pequena conhece todo mundo. E ela é sobrinha do recluso da cidade, Macon Ravenwood, que todos acreditam ser um louco que vive isolado. Entretanto, logo Ethan começa a reparar que ela também pode ser a garota com quem sonhava há semanas. O aroma, os cachos negros, tudo o lembra a menina perdida em seu sonho. Decidido a não deixar que os outros (ou ela mesma) o impeça de ser amiga dela, aproxima-se cada vez mais da beleza misteriosa.

O que descobre só mais tarde é que ela não é uma garota qualquer, mas sim uma Conjuradora (uma maga) e que por isso conseguem se comunicar por pensamento, coisa que ele já considerava loucura da parte dele.  Rapidamente o romance se desenvolve enquanto os dois aprendem a viver com os obstáculos e com o fato de que ao completar 16 anos, Lena poderá se transformar em uma pessoa completamente diferente e passar para as Trevas. No livro existe uma maldição na família Duchannes e Ravenwood, em que dita que aos 16 anos as crianças passarão pela Invocação. Ou para o bem, ou para o mal. E ninguém pode controlar isto. Lena é uma maga muito poderosa, e vive rodeada do temor que será levada pelas Trevas e nunca será a mesma. Enquanto isto, Ethan tem que se concentrar em fazer de tudo para que ela não se perca em si mesma e se afaste dele para sempre.

O livro ganhou uma versão para filme, que eu admito que não gostei. Porém, o problema, que eu sempre digo em seguida é que eu li pensando no livro. Como um filme X, qualquer, é um filme bom e interessante. O universo dos Conjuradores foi bem retratado e a relação dos dois não deixou a desejar. O Ethan da minha imaginação era bem mais bonito, e a Lena também, mas ok, podemos conviver com a escolha de atores se nos importarmos com a história e no que acontece.


Espero que tenham gostado dessa resenha e que se interessem pelo livro! O número de páginas e de livros na série podem assustar um pouco, mas até agora não digo que me decepcionei com a história. Queria que as coisas acontecessem um pouquinho mais rápido, mas mesmo assim dá para ler e se divertir com as personagens.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários