[RESENHA #36] Tenebris, o Fim é Apenas o Começo - Gomes, Erika

By Soul dos Livros - 15:58

Boa noite!
Eu gosto de deixar claro quando gosto do autor de que sou parceira, e a Erika é aquela parceira que dá vontade de guardar no abraço e não largar, muito obrigada pela simpatia!
Vamos para a resenha?



SINOPSE: Lúcifer há muito não é “aquele que traz a aurora”, como seu nome sugere. Desde que liderou a rebelião contra seu Criador foi condenado a Sheol, o inferno, onde instaurou seu próprio reinado. Muitos o seguiram, porque acreditaram nele. Tornaram-se seus serviçais ou aliados. No entanto, Lúcifer se sente sozinho e cansado de sua existência. Depois de trai-Lo, sente falta de Deus, da essência divina, de uma razão verdadeira para a sua vida. Seria possível, um dia, a Ele retornar?

Agora conhecido como Heylel, é na Terra que Lúcifer encontra alguém que mudaria seus sentimentos. Anna, uma bela mulher, ensinou-lhe o amor e presenteou-o com uma filha. Heylel amou ambas com todo o seu coração. Mas nem sempre é possível viver o que se deseja. Heylel não é humano e sua essência desvirtuada já não é divina. Ele é o Senhor de Sheol e seus demônios não estão contentes com a passividade de seu líder. Uma guerra se aproxima e Heylel precisará envolver nela seu bem mais precioso: sua família.

Carregado de tensão, incertezas, amores, bruxas, anjos e demônios, esse romance convida o leitor a pensar que nem sempre o que sabemos é verdadeiro. Até mesmo o Diabo pode surpreender!



Tenebris foi um livro que comecei a ler de pouquinho em pouquinho porque não estava com muito tempo para ler. Vocês viram minhas primeiras impressões essa semana e eu ainda estava um pouco hesitante em fazer afirmações sobre o livro, visto que não o tinha lido todo.

Agora que li tudo vamos lá! O livro conta sobre Lauren (ou Naiara) que é filha de Lúcifer (ou Heylel), e sobre a descoberta dela desse novo mundo e as dúvidas e receios de Heylel ao perceber que não pode mais esconder a filha dos moradores desse submundo. Eu falei que fiquei um pouco decepcionada por não ser só sobre o Heylel a história (pois quando vi na sinopse entendi que era mais sobre ele) e admito que ainda ficou um restinho desse sentimento. Porém, a história que Erika constrói ao redor desse Inferno é muito interessante e compensa.

Lauren descobre que não é só humana em uma variedade de acontecimentos. Ela sempre viu coisas, sempre pensou estar prestes a enlouquecer, e em um dia encontra com um ser da natureza que conta a ela o que realmente é. Esta é Elida. E admito que minha vontade de esganar essa "fada" durou todo o livro, rs. É um ser mágico e ardiloso, ela usa de manipulação muitas vezes e eu fiquei muito ansiosa toda vez que ela aparecia, porque para mim essa Elida ainda vai causar muito problema. Bem, depois de descobrir sua origem, Lauren começa a entrar em contato com o pai para entender mais sobre o que realmente é. Percebe que está no meio de uma guerra e que ela pode ser a chave e a ajuda vital para o pai e que terá que assumir completamente sua outra face, tomando o seu nome de nascença, Naiara, e renegando sua vida humana.

Naiara é uma personagem forte, um pouco mimada e impulsiva, mas que se revela alguém muito certo de seus ideias e princípios. No final do livro percebemos que ela não é só filha de Lúcifer com uma humana (e isso já não é pouco), então ela é muito mais poderosa do que parece. Adorei uma frase que falam quando ela pergunta o que isso quer dizer: "Você é uma bomba nuclear!", e acho que isso define bem. Ela tem que aprender a controlar seus poderes e seus humores, mas certamente é poderosíssima.

Heylel é uma alma perturbada. É o demônio com consciência e que luta consigo mesmo entre a culpa de ter se rebelado contra seu criador e Deus e a certeza de que não fez errado. E ele tenta não retornar para a criatura puramente maligna que era antes de conhecer a mãe de Naiara constantemente. Admito que não errei ao pensar que Heylel teria muito a mostrar. Os conflitos que ele passa consigo mesmo, ou diante das situações são bonitos de se ver e presenciar. Gostei mesmo dele. Certamente estou esperando mais aparições e atitudes dessa personagem interessantíssima no próximo livro!

Toda a história é interessante e a autora apresenta vários elementos fantásticos. Gostei muito de como ela trabalha a ideia de magia como algo que não tem exatamente palavras, ou ensinamentos, mas que é parte da pessoa e aflora conforme a pessoa sente. A autora descreve muito bem os cenários e os monstros, realmente gostei disso, porque gosto de ter uma imagem completa do que está acontecendo.

O que eu achei que faltou um pouco foi progressividade. É meu gosto, até porque muitas pessoas que conheço leram o livro sem achar falhas. Eu gosto de ver os pensamentos das personagens progredindo para sua decisão. Então acho que faltou um pouco de tempo entre o momento em que Naiara conheceu Agares (por exemplo) e quando ela percebe que se apaixona. Até porque essa paixão rápida é mais explicada com Yekun, por exemplo, pois os demônios tem uma crença de que os seres foram feitos em par, e que quando encontram-se não conseguem mais resistir. Porém, Naiara tem o livre arbítrio de seu lado humano e resiste a Yekun, continuando com Agares neste livro. Vários fatores foram tão bem trabalhados no livro que fiquei com a sensação que a autora quis contar a história e mostrar aos leitores tudo e esqueceu ou não achou importante esse tempo progressivo.

Não achei, porém, que a pouca progressividade deixou a história ruim. Já li livros em que do nada a personagem sabia atirar e era sensacional. Em Tenebris temos boa noção de tempo e sabemos que Naiara passa meses na casa do pai sem saber lutar propriamente. Então acho que tem pontos positivos demais para eu me focar só nos negativos.

Acho que a resenha ficou longa e eu poderia continuar falando. Se eu fosse dar uma nota para esse livro eu daria 4/5, pois tem muito conteúdo nesse livro, muitas coisas a serem abordadas. E acho que faltou calma ao mostrar tudo. Independente disso, esse livro com certeza me prendeu até o final da leitura e recomendo para quem quer uma aventura fantástica diferente das comuns!

Comentem o que acharam e se já leram esse livro!! Obrigada!

  • Share:

You Might Also Like

6 comentários

  1. Olá! Eu já vi outras resenhas sobre o livro e fiquei muito animada para lê-lo. O gênero não é meu favorito, mas eu adorei essa história de descobrimos melhor sobre Lúcifer e entender o seu lado, mesmo que seja hipoteticamente.
    Um beijo! https://leitoraencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, ele está disponível no Wattpad para degustação, se ficar curiosa, passa lá e lê um dos capítulos ;)

      Excluir
  2. Parabéns Vick. Amei sua resenha, você colocou seu ponto de vista e admiro pessoas assim, que não tem medo de falar. Sua resenha ficou mesmo ótima. Eu amo Tenebris e nem se fala no Agares né Kkk, não podemos esquecer do Heylel né, que também me cativou muito. Bjoss

    ResponderExcluir
  3. Vi, fiquei muito triste em saber que minha declaração de amor simplesmente sumiu daqui, pois foi feito com toda a emoção que senti no instante em que acabei de ler sua resenha. Já lhe disse no ig e no whats que fui presenteada com resenhas ótimas, de parceiros incríveis, mas leram e falaram sobre o livro e sua trama, mas você, bem você foi a única que de um jeito muito Vicky de ser, trouxe sua opinião forte e formada e conseguiu ver bem além das paginas, viu a autora e seus conflitos durante a escritas, entendeu cada mensagem, mesmo as que eu não consegui colocar nas linhas escritas.
    Sou infinitamente grata de coração por te ter ao meu lado!!!

    ResponderExcluir