[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Vingador Prateado - Nesi, Mirna Micheli

By Soul dos Livros - 20:00

Boa noite, leitores!
Trago hoje para vocês minhas primeiras impressões do livro da autora parceira Mirna Micheli Nesi! A Mirna também é uma das minhas parceiras mais antigas, mas minha primeira experiência com seus livros não foi exatamente positiva. Vamos ver como "Vingador Prateado" está se saindo?



SINOPSE: A tripulação do Vingador Prateado é contratada pelo conselheiro do rei para encontrar um lendário tesouro amaldiçoado, o tesouro do rei Philipe. Capitão Jones reúne os mais valentes piratas dos Sete Mares, incluindo sua hábil e inteligente sobrinha Isabeli. Seu filho Edgar é o guia desta misteriosa caçada. A busca começa quando Edigar recebe diários de bordo e mapas que indicam sua localização. Antes de botar as mãos neles, os piratas devem encontrar dois anéis que formam a chave que revela o tesouro. Os piratas enfrentarão muitos perigos, aventuras e traições. Durante a busca, segredos serão revelados.




A diferença que encontrei entre "O Final Pode Esperar" (lido anteriormente) e "Vingador Prateado" é enorme. Em seu outro livro sequer encontramos parágrafos entre os diálogos. Neste? É interessante e admito que começou a me prender em seu segundo capítulo! Eu estava bastante desacreditada com os livros da Mirna, porque realmente não consegui me envolver com o primeiro que li. Admito ter empurrado a leitura para frente por isso. Porém, me impressionei ao rir de algumas cenas, ficar tensa em outras; também ao perceber que me encontro em um estado diferente de curiosidade!

A narrativa do livro é diferente do que costumo ver, é em terceira pessoa, mas no presente, e não no passado. Não sei se gosto desse tipo de narrativa, mas o incômodo não tem vencido minha vontade de continuar lendo, então tento abstrair. Não sei se gostei do modo com que ela descreveu boa parte das personagens logo no primeiro capítulo, porque, honestamente, não lembro de mais da metade... Acho que sou uma daquelas leitoras que tem que ser lembrada um pouco de quem é quem no início do livro. Ainda mais com tantos tripulantes. Até agora já decorei os principais, o cozinheiro e alguns outros piratas, mas a maioria ainda é uma baguncinha na minha cabeça, rsrs.

No fim do terceiro capítulo a história nos leva esclarecendo: quem é quem; algumas partes de passado de algumas personagens; conta sobre a lenda que gira em torno do tesouro; e deixa claro qual a personalidade de algumas personagens. Principalmente Isabeli, sobrinha do Capitão Jones, que é uma garota destemida e muito, muito pirata. Isto é, logo quando entra no navio já deixa claro do que é capaz: quebra três dedos de um pirata que tenta intimidá-la sem praticamente tocá-lo e, mais tarde, quando este mesmo pirata tenta se vingar tomando-a à força, deixa um "cartão de visitas" claro ao praticamente deixá-lo eunuco. Ao imobilizá-lo, diz querer brincar do jogo "Você precisa ou você não precisa" em que ela passará a lâmina dao pelo corpo do homem e arrancará o que acha que ele não vai precisar. Em respeito à essa incrível cena, vou deixar aqui uma citação:

"- Será que você precisa de tantas costelas assim? - E ela mesma respondeu: - Acho que não. Mas não irei cortar nenhuma. Vai manchar meu tapete. (...) Já sei. Vou cortar algo que você tem um par. É perfeito! E servirá para demonstrar uma técnica que aprendi. Consigo cortar sem derramar uma gota de sangue. E irá aliviar seus instintos selvagens."  (Pág. 44)

Sentiram? Admito que vou continuar a leitura ansiosa para mais cenas com Isabeli. Outra personagem que fico interessada é Edgar. Ele é o único (pelo que sabemos) que poderá encontrar o tesouro, pois o rei que o amaldiçoou dita que somente quem não for movido pela ganância doentia poderá se apossar do ouro. Quero conhecer mais esse "bucaneiro-poeta" - como Isabeli (prima) o chama - e seus pensamentos.

"Vingador Prateado" certamente é uma leitura que tem me impressionado. Percebo alguns errinhos que às vezes fico em dúvida se vale a pena comentar, pois são alguns deslizes na narrativa. Parece que o narrador troca a narrativa no passado e presente. E tenho que prestar atenção para tentar entender se é proposital ou não. Prometo trazer a resposta na minha resenha ;) Por enquanto, recomendo esse livro para quem quer uma experiência diferente, mas divertida.

Muito obrigada pela atenção!

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oi..
    As vezes agente vê alguns erros de ortografia em vários livros até de grandes e editoras concordo com você que não vale a pena comentar .
    Adorei suas primeira impressões sobre o livro, mais admito que prefiro ler o livro todo de uma vez pois odeio ler livro picado .

    ResponderExcluir
  2. Que primeiras impressões mais completa! Adianto que também tenho parceria e pelo tamanho da obra vai demorar um pouco para resenha, visto que ainda não iniciei a leitura. Porém, a forma como descreveu não só os personagens e o desenvolvimento do enredo, mas também a evolução da autora foi muito legal. Mostrou que você trabalha com sinceridade e também sabe quando criticar e elogiar, o que acredito ser o que os autores que propõem parceria desejam. Falando do gênero fantástico, vivo oscilando em relação a ele haha Incrível como algumas histórias me cativam, porém outras me repelem. Para mim, é um dos gêneros que se precisa bastante atenção para prender o leitor, além de criatividade. Enfim, gostei muito do post! Um beijão, Carol.

    Blog com V.

    ResponderExcluir