[RESENHA #49] Crepúsculo - Meyer, Stephenie

By Soul dos Livros - 20:30

Primeiro dia de Junho Soul!!! *-* Estou tão feliz, vocês nem tem ideia!! Vamos para a nossa resenha de hoje?


NOTA: 4/5

ONDE ENCONTRAR: SARAIVA - AMAZON - SKOOB

SINOPSE: Crepúsculo poderia ser uma história comum, não fosse um elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro. Assim, soma-se à paixão um perigo sobrenatural temperado com muito suspense, e o resultado é uma leitura de tirar o fôlego. Um romance repleto das angústias e incertezas da juventude - o arrebatamento, a atração, a ansiedade que antecede cada palavra, cada gesto, e todos os medos.

Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks - último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen.

Lindo, perfeito, misterioso ele é à primeira vista, hostil à presença de Bella - o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo "amor proibido", alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela. Em meio a descobertas e sobressaltos, Edward é, sim, perigoso: um perigo que qualquer mulher escolheria correr.

Nesse universo fantasioso, os personagens construídos por Stephenie Meyer - humanos ou não - se mostram de tal forma familiares em seus dilemas e em seu comportamento que o sobrenatural parece real. Meyer torna perfeitamente plausível - e irresistível - a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro encantador.




Comecei a ler "Crepúsculo" com um preconceito enorme, pois simplesmente detestei os filmes. A ideia do vampiro brilhar e boa parte do drama eu ainda não gosto; mas admito que muitas coisas me impressionaram e melhoraram demais minha visão sobre a história - pelo menos a do primeiro livro.

A maioria das pessoas conhece a história do livro, mas resumirei mesmo assim. O livro se passa boa parte com Bella, uma garota relativamente tímida, se apaixonando por Edward, um rapaz da mesma escola que ela e um vampiro. Ela está numa cidade nova que não gosta, mas começa a sentir a atração por Edward motivá-la em seus dias. Vemos a insegurança dela e dá pra sentir o interesse crescendo. O livro progride conforme Bella junta as peças até entender/descobrir quem, ou o que, é Edward. E quando ela o conta é uma das melhores cenas - E NADA A VER COM A DO FILME, deixemos bem claro, pois é um dos pontos positivíssimos.

Desde o início, ela tenta entender o que faz Edward agir de forma tão estranha e aleatória como faz e chegam a brincar de Bella inventar teorias - como ele ser uma versão de Peter Parker - rsrs. Edward a incentiva a continuar pensando e criando novas teorias. E é assim que ela diz para ele que sabe. Vai apresentando os fatos que ela reuniu como uma das tantas teorias que ela imagina sobre ele. É uma conversa muito descontraída dentro do carro dele - porque, afinal, você não vai pra FLORESTA, SOZINHA, com um VAMPIRO, que você sabe que quer CHUPAR SEU SANGUE. A Bella no livro é menos retardada.

Também no livro, explica porque ela tem poucas reações ao descobrir tudo sobre ele. Bella é mostada cmo uma pessoa que não entra em choque ou surta facilmente. Ela se adapta muito bem às situações que vão aparecendo. É uma pessoa que consegue se controlar em situações estressantes. Conhecem a cena em que caras a encurralam, no filme, e Edward a salva? Logo depois, ele a leva ao restaurante para ela jantar esperando que a qualquer momento ela entrará em choque e desmaiar. Mas ela não faz isso e ainda assegura pra ele com muita tranquilidade que não vai acontecer. Gostei desse esclarecimento.

É interessante ver a narrativa, pois é em primeira pessoa no passado, o que dá um tom de história acabada. A Bella que narra, não é a Bella que age na história, é alguém que já sabe de tudo que aconteceu. Embora eu tenha odiado o jeito dramático e quase sempre autodepreciativo com que ela falar - que dá nos nervos de verdade - gostei de como a Bella se expressa e narra. Me cativou mais do que eu esperava. Terminei o livro em pouquíssimos dias.

O livro possui um romance em que a paixão é rápida, mas a relação em si, não. Eles demoram a conhecer um ao outro e, quando o fazem, vem o segundo clímax da história: um vampiro caçador que decide fazer de Bella sua próxima vítima só pelo esporte. Isso é bem no final, lá pelo 1/4 final e é muito bem elaborado. A família de Edward tem que protegê-la e vemos um real conflito entre vampiros e humanos; e vampiros e vampiros, pois há divergências na "dieta" também. E é tudo tão melhor que no filme, que estou muito satisfeita.

Outra coisa que gostei muito no livro foi saber que o Jasper aparece muito mais e também conhecer seus poderes influenciadores. Eu não tinha ideia. E é muito legal, esse personagem é sensacional e tem algo nele que te faz ficar particularmente curioso sobre ele. Amei o fato, também, da história da Alice aparecer - mais para o final do livro mesmo. É algo muito inesperado e interessante.

Bom, recomendo para quem gosta de um romance com um "quê" de fantasia, e para quem - obviamente - não liga para o fato do vampiro nessa história brilhar no sol (rsrs) ou que seja capaz de abstrair esse fato como eu e aproveitar o resto da história. Tenho que admitir que a cena que ele sai no sol é muito boa no livro e não fica tão banal e fadinha. Acho que isso me ajudou a aturar.

Bom, é isso aí, muito obrigada. E amanhã tem mais!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários