[RESENHA #5 - Contém Spoilers] Cidade de Vidro - Clare, Cassandra

By Soul dos Livros - 16:21

Galerinha, desculpa a demora! Sei que prometi mais cedo, mas só estou eu em casa com meu pai e aí a casa vira uma bagunça! Rsrs. Espero que gostem ^^

RECADO: Sei que é chato para quem não gosta de spoilers que eu tenha feito as últimas duas dessa forma, mas é complicado fazer resenha de livros que não são os primeiros volumes quando muitas coisas que acontecem dependem de você saber delas para que entenda outras. Assim, peço paciência com este meu modo de fazer as coisas. Nem sempre tenho tempo para escrever duas resenhas e faço o meu melhor para construir algo a partir das do blog para que no Instagram não tenha spoilers. Para versão mais curta e livre de spoilers, ver post no @souldoslivros Obrigada.



SINOPSE: Em busca de uma poção para salvar a vida de sua mãe, Clary deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras. Mas à medida que se aproxima de Ragnor Fell, o feiticeiro que pode curar a mãe, ela descobre segredos sobre seu passado e o de Jace - e o irmão não hesita em deixar claro que não a quer por perto. Isso Clary já entendeu, ela só não imagina que está prestes a participar de uma batalha épica, na qual Caçadores de Sombras e integrantes do Submundo terão que se unir se quiserem sobreviver.




Vocês me acompanharam nessa série e quem já passou lá no @souldoslivros tá sabendo que eu adorei. Mesmo assim aqui estou com mais uma resenha para vocês saberem mais um pouco sobre essa autora espetacular! Gente. Que livro foi esse? Tive que me segurar até para não pirar! Rsrs. 

Neste livro tudo está desmoronando.

Valentim está em Idris (país original de todo Caçador de Sombras) e você sabe que ele conseguiu transformar a espada em demoníaca mesmo com todos os esforços dos nossos coleguinhas das sombras e a Clave deve se reunir em Alicante (cidade principal) o quanto antes para resolverem como proceder. Somente os adultos podem entrar no Gard (local onde o conselho se reúne) e só Alec se qualifica nesse quesito, então quase não sabemos nada daquele lugar.

O grupo que conhecemos está prestes a passar por um portal para lá quando são atacados e Magnus tem que se virar para manter o portal aberto o suficiente para que possam fugir dos demônios. Clary é enganada por Jace (que não a quer em Alicante por medo de que ela se machuque) e acha que só vão à noite. Por isso, Simon é chamado por ele para que minta para os outros dizendo que ela não quis ir. E é por isso que nosso Vampirinho querido ex-friendzone quase é morto no ataque (protegendo Izzy) e é arrastado para Alicante por Jace. Ah, e isso é crime. Mas acaba quase tudo bem no final. Simon só acaba sendo preso pelo novo Inquisidor, relativamente torturado e tals.

Esse não é o problema. Simon tem um colega de cela (que descobrimos depois que é - TAMBORES - Hodge, o tutor traidor do grupo - e que é morto por Sebastian) que diz que Valentim é capaz de destruir as barreiras da cidade (que impede que demônios possam entrar) e o fará logo. Mas o Inquisidor cabeça dura (como parece ser um requisito para o cargo) não acredita. E é claro que acontece. E eu tenho que dizer que eu passei apuros com o meu coração nessa cena. Nunca pensei que seria tão triste quanto foi. Cassandra Clare não é nada leve enquanto descreve as torres apagadas e as ruas inundadas de demônios e corpos. E o Gard em chamas.

Algumas personagens surgem e a coisa esquenta. Antes de Jace e Clary verem a cidade em chamas, ambos estão na Mansão Wayland, onde Clary descobre que está o Livro Branco, um livro de feitiços fortes o suficiente para que acordem Jocelyn (a mãe dela que ainda está em coma devido a uma poção que tomou para que Valentim não a pudesse usar). Lá encontram um Anjo, Ithuriel, aprisionado que foi torturado anos a fio por Valentim e ele os mostra flashes do passado de Valentim. Sobre como ele fez experimentos com os dois, como usou sangue de demônio em Jonathan. Então, Jace fica meio paranoico com a ideia de ter sangue de demônio e fica se lamentando/odiando. Admito que ele não é muito legal nessa hora e acho que com o tempo ele ficou um pouco frescurento demais, rsrs. Agora segura.

Sebastian, uma personagem que te deixa culpada por gostar dele no início, aparece. No início é tudo muito legal, ele parece uma pessoa de boa e interessante. Até Alicante cair. Ele mata Max, o irmão de 9 anos de Izzy, e tenta matar Izzy. Só descobrimos depois que ela não morreu e que Max sim, pois a cena é ele pedindo desculpa (provavelmente de mentira) e descendo um martelo na cabeça dela. Mais tarde, quando Jocelyn desperta, ela conta a Clary que ele é filho de Valentim, na verdade seu nome é Jonathan, o verdadeiro. Jace na verdade é filho da esposa de um ex-comandante de Valentim na Ascenção, filho da ex-Inquisidora. (Olha a trama que essa Cassandra cria!) E, assim, é o que realmente tem sangue de demônio e tudo mais. Na verdade, Jace tem sangue do Anjo, assim como Clary. Olha, é uma reviravolta. Jace vai em busca de Sebastian sem saber disso e temos uma cena muito difícil de luta (onde ele descobre) em que temos que segurar o coração na mão porque senão ele vai fugir. Realmente é complicado.

Tem tantas coisas novas e "UAU" nesse livro que é difícil resumir tudo em poucos parágrafos, vou encerrar um pouco da história aqui. Fiquei feliz de ter um final, realmente é uma saga que acaba e Valentim acaba morto pelo seu próprio plano. Ele decidiu invocar o Anjo criador dos Caçadores de Sombras Raziel e queria obrigá-lo a fazer com que todos que não beberam do Cálice Mortal se tornassem mundanos novamente. Isto os levaria a transformações desagradáveis por causa da Marca e se tornariam Renegados, meio-humanos, monstros. Jace está morto quando Clary junta as últimas forças para usar sua estela e transformar um dos símbolos do círculo de ritual de Valentim para que o Anjo na verdade estivesse sob a ordem dela, e não dele. Raziel vê que Valentim não presta (basicamente) e o mata, com uma "flecha" no coração. Depois, vira-se para Clary e espera pelo seu pedido, que lhe é de direito devido ao círculo. Achei demais que ele faz uma piada: "E veja bem que não sou um gênio. É somente um desejo. Escolha bem". E ela, é claro, traz o Jace de volta!!

E pra minha alegria, ele volta mesmo! E como os dois sabem que não são mais irmãos e tal, eles são felizes para sempre (até o próximo livro) rsrs. O final do terceiro foi adorável, chorei muito quando o Max morreu, mas a última cena da festividade da Vitória foi maravilhosa. Realmente gostei de como ficou. Acho que Cassandra esperava que seriam somente três livros e fez um final bem amarrado. Deu aquela sensação de: "Se eu quiser, vou ler os próximos, se não, está ótimo". E isso deu um toque perfeito para a história.

Sei que existem ainda 3 outros livros da história principal e mais outros de spin-off, mas vou deixá-los para uma próxima. Fiquem ligados, eles talvez voltem ainda antes do final do ano! ;) Recomendo totalmente para quem quer uma leitura leve e curta (acaso queira parar no terceiro como eu) e duvido que os próximos sejam ruins, realmente. Ouvi comentários positivos e negativos sobre o resto da saga, então, vou deixar no mistérios. Contem para mim o que vocês acharam dos outros livros! ;)

Logo tem mais resenha para vocês! Fiquem ligados no @souldoslivros e continuem acompanhando! Obrigada pela paciência com o texto extenso, rsrs. Até a próxima!! 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários